domingo, 8 de abril de 2012

O Livro de Miya

O Livro de Miya
Saga Vanir V
Lena Valenti
Róta é conhecida no Valhala como “A valkyria que tudo vê”, e é uma das guerreiras indomáveis que Freyja e Odín mandaram à Terra para que recuperasse os totens roubados dos deuses, aqueles que podem acelerar o Ragnarök. Mas o destino a enganou e fez com que se encontrasse cara a cara com o guerreiro que foi destinado a ela: Miya, um vanirio samurai. Ela sabe que lhe pertence, e embora se sinta ofendida porque não a reconhece, está desejosa de demonstrar que as Valkyrias nunca se rendem. Entretanto, o irmão gêmeo de Miya, Seiya, a sequestrou e quer obrigá-la a se vincular com ele. Conseguirá? Seu vanirio samurai irá em sua busca? A batalha final se aproxima, mas uma mulher temerária e irascível lutará para que ninguém a dobre. Quanto tempo durará sua fúria?
Miya faz parte do clã vanirio de Chicago. É um guerreiro ancestral, um samurai que vive obcecado com a profecia que cai sobre ele e seu irmão. Um homem que crê firmemente que perdeu a oportunidade de se emparelhar com sua companheira eterna. Por isso, quando vê descer a valkyria de cabelo vermelho, todos os seus medos e dúvidas disparam. Vê-la o deixa paralisado. Ser vítima de sua afiada língua o enfurece. Prová-la foi um engano. Agora nada poderá tirar o sabor de seu sangue nem a lembrança de sua conexão e fará o possível para resgatá-la, porque deve averiguar o que o une a essa mulher descarada e desbocada com olhos de raios e centelhas. Deve salvá-la das garras de seu irmão Seiya, antes que seja muito tarde. O fará para que não se cumpra a profecia, o fará por vingança, mas, também, o fará para não perder nem sua alma nem seu coração.
As espadas dos deuses estão no alto. Os totens divinos devem ser recuperados.
O Ragnarök se afia como a folha de uma katana. E na travessia para resgatar e ser resgatado, um vanirio e uma valkyria estão a ponto de descobrir que “Só o amor pode colocá-los de joelhos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário