sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Transformando-nos

 (Amor sem Fronteiras) Transformando-nos
Por: Jena Wade
 Ele é sempre um bom pai, melhor dizendo, sempre foi o melhor pai! 
Fiquei com muito medo dele quando concordei em trabalhar como babá para ele — é muito intimidante com a sua eterna barba por fazer, a sua aparência rude, seus ternos formais. 
Então, o vi com Bug... 
Mas, hoje, cheguei cedo para cuidar de Bug e me deparei com aquilo.
 Aquilo! Lembro-me dele de costas, pintando na cômoda — sério, como alguém consegue pintar suas próprias costas? 
Ele vive para Bug, e não quero fazer nada para mudar isso, mas como posso convencê-lo de que também merece ter alguém especial para ele? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário