sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

AMOR TIRANO

AMOR TIRANO
Ivy Ferrari
Eu achava que o amor era um sentimento negativo, tirano, que só trazia infelicidade. 
Por isso, procurava afastar os homens do meu caminho e me dedicar inteiramente à minha carreira. 
Foi então que conheci Paul e me apaixonei por ele… 
Sonhava me casar, ter filhos e viver feliz ao lado dele, quando fui abandonada! Triste, magoada, novamente me afastei dos homens, até conhecer Martin Rowe… 
Os olhos dele me prometiam amor, muito amor! 
Será que, finalmente, eu iria encontrar a felicidade? Ou eu seria uma mulher predestinada a sofrer eternamente as tiranias do amor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário