sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Fato Consumado

Fato Consumado
Lynsay Sands

Emmaline Eberhart e Amaury do Aneford, sem dúvida, estão em situações desesperadas.

 Forçados pelo rei a unir-se e levar adiante esse matrimônio como podem.
Um pequeno detalhe... 
Se o matrimônio não é consumado, não tem validade.
 E sem validade, sem propriedade e sem os meninos tão desejados.
Então, é imprescindível consumar o fato...
E esse é o ponto de partida desta maravilhosa comédia romântica medieval.

Pode imaginar...
... Ter que dizer em voz alta em uma audiência ante o rei e seus oficiais que seu marido não... Não cumpre com...
Não te encostou um dedo na noite das bodas dois anos atrás?
Se como Emma, sua maior ambição na vida é ter filhos pode imaginar-se atravessando essa situação?
Pode imaginar...
... Ter que casar com uma mulher desconhecida?
 Com uma mulher que vai a sua boda vestida de luto e cobre sua cara com um véu negro?
Se como Amaury sua maior ambição na vida é ter uma propriedade que te pertença, pode imaginar te casando até com uma... 
Ovelha?

Nenhum comentário:

Postar um comentário